Igreja Episcopal Anglicana do Brasil . Diocese meridional
 
 
home eventos
Igreja Episcopal Anglicana do Brasil . Comunhão Anglicana
 

O conjunto de províncias, igrejas nacionais ou regionais forma a grande família da Comunhão Anglicana, as quais estão em permanente comunhão com a Sé de Cantuária. Há um padrão de unidade compartilhado pelas igrejas que compõem hoje a Comunhão Anglicana. A relação dos anglicanos com Deus e de uns com os outros se dá por meio do testemunho de fidelidade às Escrituras, aos Credos, aos Sacramentos e ao Ministério Histórico (episcopado). Estes quatro pontos forma o chamado Quadrilátero de Lambeth.

Quadrilátero de Lambeth: foi elavorado em 1888 e se tornou a base fundamental anglicana para o diálogo ecumênico:

  1. As Sagradas Escrituras do Antigo e Novo Testamentos contêm todas as coisas necessárias à salvação como regra e norma última de fé;
  2. O Credo dos apóstolos, como símbolo batismal, e o Credo Niceno, como declaração suficiente da fé cristã;
  3. Os dois sacramentos ordenados pelo próprio Cristo – o Batismo e a Eucaristia – administrados com o uso indefectível das palavras da instituição de Cristo e os elementos ordenados por Ele;
  4. O Episcopado Histórico, adaptado localmente nos métodos de sua administração às diversas necessidades das nações e povos chamados por Deus à unidade de sua Igreja.

 

A relação de responsabilidade mútua e de interdependência entre as províncias mantêm as igrejas nacionais unidas por meio de quatro instrumentos de caráter consultivo:

  1. O Arcebispo de Cantuária: As igrejas anglicanas se relacionam por meio de laços de afeição e de lealdade e estão em plena e permanente comunhão com a Sé de Cantuária. O Arcebispo de Cantuária é o símbolo da unidade anglicana. Ele convoca e preside a Conferência de Lambeth, o Conselho Consultivo Anglicano e a Reunião dos Primazes. O atual Arcebispo de Catuária é Rowan Douglas Williams, entronizado em 2002, como o centésimo quarto arcebispo em ordem de sucessão. Essa ordem de sucessão, que nunca foi interrompida na história do Anglicanismo, vem desde 597, com Santo Agostinho, que foi o primeiro Arcebispo de Cantuária.
  2. A Conferência de Lambeth: A Conferência de Lambeth é uma assembléia de todos os bispos da Comunhão Anglicana. Ela se reúne a cada dez anos para discutir e aprovar resoluções sobre os mais variados temas de interesse dos cristãos e do mundo, em caráter consultivo. A primeira Conferência de Lambeth foi realizada em 1867 e reuniu 76 bispos. A última foi realizada em 2008 e reuniu 800 bispos.
  3. O Conselho Consultivo Anglicano: Este conselho também é uma assembléia internacional, formada não só por bispos, mas também por presbíteros e leigos, que se reúnem para trabalhar sobre temas de interesse comum. A necessidade de um contato mais freqüente e representativo entre as províncias e as igrejas anglicanas deu origem a este conselho em 1969. Suas atividades e projetos se desenvolvem no campo do companheirismo, do diálogo ecumênico, das discussões teológicas e dos círculos de oração. Ele se reúne a cada três anos e tem um observador junto às Nações Unidas.
  4. A Reunião dos Primazes: Desde 1979, os bispos primazes, arcebispos ou bispos presidentes das 38 províncias anglicanas vêm se reunindo a cada dois ou três anos para consultas mútuas e recomendações sobre questões teológicas, sociais e internacionais de interesse das igrejas anglicanas na sua missão de evangelizar em nome de Jesus Cristo.
 
   
© 2008 Igreja Episcopal Anglicana do Brasil . Diocese Meridional . desenvolvido por k.design